Vídeo+Poesia

Durante um belo passeio, em um dia ensolarado de domingo, onde as famílias preparavam as suas bolsas, estendiam as suas cangas num serrado de grama quase tão vivas de tão verdes e as crianças hipnotizavam-se pela maestria das cores apagadas pelo cotidiano urbano, os olhos voltaram-se para o papel e as lentes cinematográficas dos poetas narraram o acontecimento do óbvio.

“Sagrado patrimônio”, de Braulio Coelho, traduz muito bem o que é desejar essas pequenas horas da vida, os suspiros. O pedido de socorro por um momento de paz e amor.

Já “Masturbação mental”, de Breno Coelho, aproveita o momento frágil e delicado para passar a limpo as coisas sujas, os rascunhos de uma cabeça cheia de idéias, e inesgotável de armadilhas, poesia e sensações.

Daniel Paes foi quem roubou (capturou) as cenas.

Sagrado Patrimônio, de Braulio Coelho

o lugar mais quente

do mundo se esconde

em praça pública

por debaixo de sombras

em perninhas borboletas

és o descanso de Deus

num domingo,

após uma semana

de trabalho braçal

o céu pintado de rosa

combinando com os azuis

dos azulejos da escada

valeria a pena trocar

os cincos dias de cascalho

por minuto deitado

num par de coxas macias.

Anúncios
Publicado em cinema, literatura | Deixe um comentário

Turbilhão 6.0 – 17/03

Foliões e folionas do Rio,

a grande final do carnaval, será no esquenta borbulhante do caldeirão na Casa Rosa no dia 17/03 às 18:30h!

É o Turbilhão e a semana da poesia ainda em ritmo de folia!

 

Levem as suas melhores fantasias, performances, poesias… E não percam por nada!

 

Publicado em cinema, Fique de olho, literatura, música, Notícias, teatro e performances | Deixe um comentário

Em março, tá tudo dominado!

Está para acontecer em março, a ocupação generalizada das UPP’s (unidades de poesia pacificadora)  no Rio de Janeiro. Entre os dias 14 de março, dia nacional da poesia, e o dia 28, haverá uma invasão poética conjunta, tipo a BOPE e sua tropa de elite, só que sem a farda preta e a caveira cravada no peito.

Durante uma semana, o Rio servirá de palco para muitos eventos de poesia, incluindo aí o Corujão da poesia e da música no Leblon, o poeta saia da gaveta no Méier, a pelada poética no Leme, o polem, entre outros… E claro, o movimento Apuncultura não poderia ficar de fora dessa e já tratou de colocar as suas agulhas para fora!

Sob a organização e a realização d’ella dona Clauky e seus monstrinhos, o evento que já acontece a mais de três anos consecutivos, segue homenageando aqueles que já contribuíram com a farda poética durante à militância de outrora. E nesse ano os homenageados são: Chico buarque de Holanda e Torquato neto.

Ainda que seja algo pretensioso, está rolando em paralelo com a semana da poesia um manifesto a favor do Rio como a capital da poesia! Muitos já contribuíram com as suas digitais linhas para o Abaixo-assinado!

Bem, se é ou não a capital, eu sei que aqui “nois faz a coisa ficá boa”!

 

O Rio é uma Festa!

Reveillon, Carnaval, e já é a Semana da Poesia!

IV Semana da Poesia – Rio – 14 a 21 de março de 2011

(com licença poética, vamos esticar até o fim do mês!)

Cidade Maravilhosa. Capital da Poesia

 

 

O Rio inspira e respira poesia o ano inteiro. Mais de 50 saraus acontecem todo mês no Estado. Além disso, é crescente o número de atividades culturais: lançamentos de livros, concursos literários, cursos, oficinas e workshops, e até shows musicais com intervenções poéticas.

 

Em março se comemoram duas datas da Poesia: o Dia Nacional (14/03) e o Dia Mundial da Poesia, proclamado pela UNESCO (21/03). Diante deste cenário, a Semana da Poesia – Rio de Janeiro vem pelo quarto ano consecutivo celebrar a palavra escrita, falada, cantada, teatralizada e performatizada. Uma série de atrações com os principais agitadores da poesia, mostrando as tendências e vertentes que já vigoram na cena cultural carioca, com apresentações de poemas na voz dos poetas vivos e dos amantes da poesia. E este ano, com licença poética, iremos esticar até o fim do mês de março.

 

Em 2011, a Semana da Poesia irá homenagear Torquato Neto, poeta e letrista da Tropicália, e o letrista, dramaturgo e romancista Chico Buarque de Hollanda. Além dos saraus em espaços culturais, teatros, bares e livrarias, estão previstos lançamentos de livros e apresentações em escolas e ao ar livre. E também estaremos recolhendo assinaturas para o Manifesto a Favor do  RIO, CAPITAL DA POESIA.

Conheça a Programação

www.semanadapoesiario.blogspot.com

Conheça o Manifesto a Favor:

www.riocapitaldapoesia.blogspot.com

Realização:

 

Elllas & os Monstros
www.elllaseosmonstros.blogspot.com

Oficina de Criação Literária Cairo Trindade
www.cairotrindade.com

(cairoassistrindade@gmail.com)

Biodanza e Poesia
poesiaebiodanza.blogspot.com

(denizistrindade@gmail.com)

 

 

Contatos com a produção:

 

Claudia Ferreira (Clauky Boom)

clauky@gmail.com

21.9878-6622

 

Sheyla de Castilho

sheyladecastilho@hotmail.com

 

 

O Rio é uma Festa!

Reveillon, Carnaval, e já é a Semana da Poesia!

PROGRAMAÇÃO

IV Semana da Poesia – Rio – 14 a 21 de março de 2011

(com licença poética, vamos esticar até o fim do mês!)

Cidade Maravilhosa. Capital da Poesia

Domingo, 13 de março

 

CARNAVERSOS

I MARCHA POESIA, PAZ & AMOR (sarau-bloco)

e Marchinha Arte e Alegria (ala infantil)

 

Praia de Ipanema, Posto 9 ao Arpoador

concentração Posto 9:  16h – Grátis

Todas as Tribos

riocapitaldapoesia.blogspot.com

 

 

Segunda, 14 de março – Dia Nacional da Poesia

 

PRAÇA POEMA (atividades poéticas e artísticas ao ar livre)

Praça XV de Novembro – Marechal Hermes

9h – 12h – Grátis

coordenação: Gledson Vinícius e Maria da Penha de Souza

www.visaosuburbana.com

 

 

FESTA DA POESIA

E. M. Alcides de Gasperi

Rua Miraluz, 181 – Higienópolis

Coodenação pedagógica: profª Marta

9h e 14h30

coordenação: Gledson Vinícius e Maria da Penha de Souza

www.visaosuburbana.com

ARTE EM ANDAMENTO – Ed. 54

Art Rio Hostel

Rua Marechal Cantuária, 10 cob. 02 – Urca

(em frente à cabine da Polícia)

20h – 00h – Grátis

coordenação: Jean Candido Brasileiro

arteemandamento.blogspot.com

CORUJÃO DA POESIA E DA MUSICA – UNIVERSO DA LEITURA

Conversa Fiada Botequim

Av. Quintino de Bocaiúva, 325 – Ljs 101 e 102 – Praia de São Francisco – Niterói.

20h30 – 3h – Grátis

coordenação: João Luiz de Souza

www.corujaodapoesia.com

 

 

Terça, 15 de março

 

FESTA DA POESIA

E. M. Dom João VI

Rua Darke de Matos, 166 – Higienópolis

coordenação pedagógica – profª Marcia

9h e 14h30

coordenação: Gledson Vinícius e Maria da Penha de Souza

www.visaosuburbana.com

 

 

SARAU DO CENTRAL

(I Sarau Literário do Central 2011)

Colegio Estadual Central do Brasil (pátio interno)

Rua Rio Grande do Sul, 49 – Méier

16h – 18h30 – Grátis

coordenação: Iverson Medeiros

 

 

PONTE DE VERSOS

Livraria da Travessa 1

Travessa do Ouvidor, 17 A – Centro

17h – 20h – Grátis

coordenação: Thereza Christina Rocque Da Motta

www.pontedeversos.com.br

 

 

POETA SAIA DA GAVETA

Casa do Bacalhau

Rua Dias da Cruz 426 – Méier

19h/ 23h – Grátis

coordenação: Teresa Drummond e Neudemar Sant’Anna

poetasaiadagaveta.blogspot.com

NOITES CULTURAIS

Colégio Estadual Francisco Alves

Travessa Pepe (esquina com Rua da Passagem) – Botafogo

20h30/ 21h30

coordenaçãoo: Profª Tania Paula

CORUJÃO DA POESIA E DA MUSICA – UNIVERSO DA LEITURA

Colher de Pau – Sweet & Beers

Rua Farme de Amoedo, 39, Ipanema

20h30 – 00h30 – Grátis

 

Mirante do Leblon

Av. Niemeyer – Leblon

1h – 5h – Grátis

coordenação: João Luiz de Souza

www.corujaodapoesia.com

Quarta, 16 de março

 

FESTA DA POESIA

E. M. Dom João VI

Rua Darke de Matos, 166 – Higienópolis

coordenação pedagógica – profª Marcia

9h e 14h30

coordenação: Gledson Vinícius e Maria da Penha de Souza

www.visaosuburbana.com

POESIA NA LAGE

Laje Michael Jackson

Comunidade Santa Marta – Botafogo

Estação 4 do bondinho

18h30/ 20h30 – Grátis

coordenação: Iverson Medeiros

PELADA POÉTICA NO LEME

Quiosque Estrela de Luz

Orla do Leme – Posto 1 (em frente ao restaurante fiorentina)

19h – 00h – Grátis

coordenação: Eduardo Tornaghi

organização: Eduardo Tornaghi, Nathalia Colombo, Dudu Pererê, Daniel Aguiar, Caró Lago, Isa Blue e Alice Souto

poesianoleme.blogspot.com

TE ENCONTRO NA APPERJ

Trattoria Gambino – Largo do Machado (esquina com Rua do Catete)

19h – 21h30 – Grátis

coordenação: APPERJ – Associação Profissional de Poetas no Estado do RJ

www.apperj.com.br

 

 

Quinta, 17 de março

TURBILHÃO POÉTICO CULTURAL CARIOCA

Casa Rosa – Rua Alice, 550 – Laranjeiras

18h – 22h – Grátis

coordenação: Movimento Apuncultura – Braulio Coelho, Breno Coelho, Roberto Costa e Maiko Pinheiro

www.turbilhaocultural.wordpress.com

CINECLUBE POESIA

debate: ‘Desargumentação: A literatura por trás do Cristo Redentor’

(mesa: Ecio Salles, Heraldo HB e Rolf Ribeiro)

Teatro Armando Gonzaga – Av. Gal Osvaldo Cordeiro Farias, 511 – Marechal Hermes

18h30 – 22h – Grátis

coordenação: Gledson Vinícius e Maria da Penha de Souza

www.visaosuburbana.com

ENCONTRO DE POETAS – Sociedade Literária Khalil Gibran

Clube Monte Líbano – Av. Borges de Medeiros, 701 – Leblon

19h – 21h – Grátis

coordenação: Clube Monte Líbano (Departamento Cultural Libanense) e Sociedade Literária e Cultural Khalil Gibran (presidente: Samyr Badouy)

 

 

POLEM

Quiosque Estrela de Luz

Orla do Leme – Posto 1 (em frente ao restaurante Fiorentina)

19h30 – 00h – Grátis

coordenação: Marcelo Mourão, Vânia Moraes, José Wilson e Luiza Stella

RATOS DI VERSOS

Lapaeskina – Rua Joaquim Silva- s/n – Lapa

(em frente aos Arcos, ao lado do bar Semente da Lapa)

21h – Grátis

coordenação: Dudu Pererê, Dalberto Gomes, Marcelo Nietzsche, Carluxo

ratosdiversos.blogspot.com

Sexta, 18 de março

DIZER POESIA – UMA NOITE ENCANTADA

Empório Occhiali Café – Shopping dos Antiquários

Rua Siqueira Campos, 143 – loja 141- Copacabana

19h – 22h – Grátis

coordenação: Sonia Viana

 

CABARÉ DA POESIA

Espaço Cultural Correia Lima

Rua Bento Lisboa, 58 (esq. Correa Dutra) – Catete

20h – 22h30 – Grátis até 20h30/ após $10,

coordenação: A DUPLA DO PRAZER – Cairo e Denizis Trindade

www.personalfilme.com

Sábado, 19 de março

DÊ UM POEMA DE PRESENTE

roda de leitura e oficina Fraldas Poéticas com Rute Casoy

Praça Comendador Xavier de Brito – Tijuca (ao lado do teatro de Guignol)

10h – 14h – Grátis

Ccoordenação de Livro e Leitura – Secretaria Municipal de Cultura

www.rio.rj.gov.br/web/smc

Circuito Literário CONVERSA COM VERSO

Sinpro – Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro

Rua Manai, 180 – Campo Grande

16h – 18h – Grátis

coordenação: Circuito Literário CONVERSA COM VERSO

circuitoliterarioconversacomverso.blogspot.com

BOM DE POESIA – Sarau no bondinho de Santa Teresa

Estação Carioca – Rua Lélio Gama – Centro (atrás da Petrobras)

sarau no Lgo dos Guimarães

concentração as 16h – Grátis

coordenação: Elllas & os Monstros

riocapitaldapoesia.blogspot.com

 

LUAU PALIMPSESTO – POETAS VISITAM A LUA

Praia do Leme – em frente ao Quiosque Estrela de Luz – Posto 1 – Leme

20h – 2h – Grátis

coordenação: Associação Profissional de Poetas no Estado do Rio de janeiro (APPERJ) e Movimento Poetas Sem Fronteiras / apresentação: Jorge Ventura, Eurídice Hespanhol  e Márcia Agrau

Domingo, 20 de março

OPA! Ocupação Poéticas

Cidade de Deus – Comunidade Tangaré

13h/ 17h – Grátis

coordenação: Luciano Frigeri, Roberto Pontes e Marisa Vieira

informações: ocupacoespoeticas.blogspot.com

UM BRINDE À POESIA (pela paz e liberdade de ser)

MAC – Museu de Arte Contemporânea de Niterói

Mirante da Boa Viagem – Niterói

15h – 18h – entrada: $5,

coordenação: Lucília Dowslley

umbrindeapoesia.blogspot.com

Segunda, 21 de março – Dia Mundial da Poesia

Abertura Exposição Revivendo Renato Russo (o poeta do rock) – La Gente che fa L’Arte

UERJ – Salão de exposição do MID

Rua São Francisco Xavier, 524 – 2º andar – Bloco C – Sala 2002 – Maracanã

16h – grátis

coordenação: Maria da Penha de Souza

INTERVENÇÃO POÉTICA NO METRÔ RIO – Grátis

Estação Carioca – 11h – 13h – Elllas e os Monstros

 

Estação Cidade Nova – 16h – 18h – Ponte de Versos

 

Estação Del Castilho – 16h – 18h – Mano Melo, Claufe Rodrigues e Monica Montone

 

Estação Siqueira Campos – 15h – 17h – Poesia Simplesmente

 

Estação Central – 15h – 17h – Elisa Lucinda

 

Coordenação de Livro e Leitura – Secretaria Municipal de Cultura

www.rio.rj.gov.br/web/smc

 

Lançamento do livro “POEZIA, QUE PORRA É ESSA?” de Cairo Trindade

Casa de Cultura Laura Alvim

Avenida Vieira Souto, 176 – Ipanema

18h – 22h – Grátis

coordenação: Oficina de Literatura Cairo Trindade, Personal Editora

www.cairotrindade.com

CORUJÃO DA POESIA E DA MUSICA – UNIVERSO DA LEITURA

Livraria Nobel – Downtown

Av. das Américas, 500, Bloco 21 – Loja 105 – Barra da Tijuca

20h – 1h – Grátis

coordenação: João Luiz de Souza

corujaodapoesiaedamusica.blogspot.com

Esticada Poética:

Terça, 22 de março

BOCHICHO NO BUTESKINA

Buteskina

Rua Santa Clara, 145 – Copacabana (esquina com 5 de Julho)

20h/ 22h30 – entrada $8,

coordenação: GANG DA POESIA – Denizis e Cairo Trindade, Kyvia Rodrigues, Cadu Mendonça e convidados

www.cairotrindade.com

 

Quarta, 23 de março

 

POESIA EM DEBATE – mesa de debate

Biblioteca Popular Municipal de Botafogo

Rua Farani, 53 – Tel: 2551-6911

19h30 – 21h – Grátis

Coordenação de Livro e Leitura – Secretaria Municipal de Cultura

www.rio.rj.gov.br/web/smc

Segunda, 28 de março

Biodanza e Poesia (Biodanzarte)

Centro Comercial de Copacabana

Rua Siqueira Campos, 43, sala 636.

20h30 – 22h30   aula aberta

Facilitadora: Denizis Trindade

 

Publicado em cinema | Deixe um comentário

Os Tratadores!

Baixaram a poesia no Baixo Méier!

O quê? A santa poesia!

Quem? Os poetas Duas Caras Breno e Braulio Coelho, Roberto Costa e os cineastas infalíveis e fotógrafos de plantão Daniel Paes e Jéssica Guimarães Andrade!

De onde? Da zona Norte para a poesia Sul? Sim! Da zona Sul para a poesia Norte!

Preparem-se todos! A arte terapia já vai começar!

“Movimentar-se é arriscar, é tentar, fazer, correr atrás do que se trata. Trataremos então da arte em movimento. Da arte que cura.” _ Braulio Coelho (no texto “sobre o movimento”)

OBS.: A sessão de fotos feita com alguns dos apuncultores (os menos preguiçosos) está disponível na opção “sobre o movimento”, ao lado da opção “Início”.

Publicado em cinema, Fique de olho, literatura, música, Notícias, teatro e performances | 1 Comentário

Olhos coloridos

Toda noite antes de dormir eu acendo um cigarro careta. Mentira. Estamos carecas de saber que é outro o cigarro aceso. Eu acendo as idéias e o saber. Sabores. Claro, com doce tudo fica mais místico. Estico mais um poooouco o tempo. Tento manter o tempo. Perdi a hora, mas não a calma.  Tempo, tempo mano velho falta um tanto ainda eu sei. Pra você correr mansinho. Ela chegou bem de mansinho. Reconheço aqueles dois olhos verdes. Verdades que nunca me dizem nada. Um dia virão verdades verdes prontinhas para ficarem maduras. Por isso madrugo. Eles virão enquanto eu estiver no fundo do copo. Iluminando o meu lado escuro do quarto. De quatro ela se aproxima de mim.What would you do? What would you do if I followed you? Ela me persegue. Sour girl. Acida. Feito o efeito do ácido.Ela não fala. Não precisamos disso. Aprendemos com os animais a nos comunicarmos com os sons das músicas. Musa. Nos amamos como dois animais. Nos amamos? ela nunca me amou. Nem aqui e nem nos verbos passados intransitivos. Transe. Transa. Se eu tivesse reparado antes naqueles olhos verdes, não amava quem amei.Deitada ao meu lado o mundo parece mais colorido. É por causa do doce, seu olhar doce. Em minha cabeça faz o seu lar, doce lar.Seus cabelos são negros e lisos, mas juntam-se com a parte loira e com dreads. Uma miscigenação alucinógena. Ela pode ser quem ela quiser. E o que eu quero ser quando eu crescer? Casar e ter muitos filhos registrados nos livros , frutos das as nossas noites que nunca existiram. A Existência é algo que transcende a essência. Existimos em algum lugar deste planeta ou na minha cabeça.- o que você tem? – Love….is what i got, i Said remeber that. Rimos do jeito que se ri quando se está feliz, não aquelas risadas constrangedoras programadas em programas de auditório. Foi a primeira parte do gozo. Não estou gozando da tua cara, o gozo começa com um sorriso. O clima ia tão bem e conversávamos com Paul e John, os dois são inseparáveis assim como  o Amarante e o Camelo. Separados eles são apenas Rodrigo e Marcelo. E nós dois juntos somos Amarantes, amantes, amarelos. Separados somos apenas branco e preto, o yin sem o seu yang. Sinto um cheiro de mar. É maravilhoso. O Defeitos estavam terminando. Já dava para sentir o cheiro da maresia do lado de fora do inconsciente oceânico. Eu li seus olhos cor de ciano. A menina dos olhos oceânicos saiu do mundo onírico e me apareceu, pela a primeira vez, desde a semana passada. Foi a primeira vez que eu vi o mar. E a primeira vez que ela mergulhou em meu cérebro.

Ela se deitou ao meu outro lado. Seus cabelos são castanhos. Uma amalgama do amarelo com o preto surgindo assim o castanho. Estranho, ambas possuem defeitos de fabricação. Não por causa da química do ácido . Não é por causa da tinta. Aprendi nas aulas de biologia, é falta de melanina. Suas peles são tão brancas quanto a minha cabeça neste exato momento. Pálidas. Áridas. Transparecem suas almas genuinamente bicolores. A falta de melanina transforma os olhos em coloridos. E a falta de melancia ? anemia. Falta de inspiração cotidiana. Sem animo. Sem Anima ou alegria. Excesso de dietilamida do ácido lisérgico causa textos coloridos.Minhas musas são alienígenas ! genes danificados. Dane-se a biologia! eu quero a orgia ! As duas meninas não são deste planeta. São de Vênus e eu sou de Marte. They are my Vênus. Minhas obras de arte. São cobertas por tintas. Estou coberto de razões. Eu quero ver você mandar na razão, pra mim não é qualquer notícia que abala meu cérebro. Suas peles pálidas ficam vermelhas quando ficam envergonhadas. Ou com raiva. Elas se olham e se estranham. Não querem dividir o mesmo texto. Não querem dividir o mesmo autor. Eu de lá de cima observo a tudo sem saber o que escrever. – eu sou a musa dele a mais tempo que você  – diz a menina dos olhos verdes. – Mas agora sou eu que estou colorindo suas idéias ! – diz a menina dos olhos azuis. – quem é esse troço com os olhos azuis? – diz a menina dos olhos verdes me encarando – por que é que você nunca me contou que tinha uma outra dos olhos verdes? – me fala a menina dos olhos azuis. Eu, agora pálido, e com os olhos avermelhados respondo: – eu me esqueci de avisa- las que na vida existe sempre uma outra… Elas se agarram pelos os cabelos. São tapas. Roupas se desfazendo. Peles despidas. Muitas cores. Flores de algodão. E eu sentado, assistindo aquela briga de musas em cores high definition. I want to get high, so high ! bebendo vodka. Porque escritor que é escritor bebe vodka ! Eis que eu decido apartá-las . Apertar mais um ? não, deixa para um outro dia. – Acalmem-se meninas. Vocês são únicas, com todas as suas singularidades.  Juntos, somos um plural ! o que seria de minha cabeça sem seus respectivos olhos ? Eu não sei se vem de deus do céu ficar azul. Eu não sei o porquê que o Djavan nunca escreveu uma música chamada Verde. Só sei que nada sei. Sei sim, o que eu não sei ! Vivíamos tão bem dividindo o mesmo lado escuro do quarto. Foi por isso que eu pintei as paredes de casa com duas cores: Verde e azul. A menina dos olhos azuis é tímida , mas carrega a sensibilidade na pele. Dividiríamos os mesmos estímulos sensoriais, Você não precisa carrega-los sozinha. Juntos podemos sentir o mundo e a tudo ! sem sermos nada.

A menina dos olhos verdes também é tímida, mas uma tímida atrevida. Suas palavras carregam um mundo sensorial sentimental. Você não precisa carregar o mundo gramatical sozinha. Juntos poderíamos escrever uma outra bíblia Aurelio e todos os devotos alucinados de amor nos seguiriam. Vocês são a imperfeição genética que se torna perfeito. A disfunção cerebral mas genial que eu posso ter. O estado alterado que se torna inspiração. O momento de piração criativa. Nós somos 3,2,1. Elas vão se acalmando. O efeito vai passando. Deitados juntos numa mesma cama com os olhos dilatados. Recebo carinhos. Recebo delas duas o que milhões de pessoas no mundo são incapazes de me dar. Percebo que não sou muito bem recebido no mundo. Placebo. Pure Morning. Morning Glory. O dia vem raiando por cima do mar, de cores. O que essas duas cores me trazem, arco-íris nenhum é capaz de me dar. Compartilhando a insônia criativa, elas me convencem que o céu de Lucy faz tudo ficar infinito. In fim to. Estamos todos Deitadosjuntos. Na mesma palavra corpo.

Um tour pelas Magical Mystery linhas alucinógenas do nosso homem-laboratório Breno Coelho (ou Clone, ou A Cabeça) e seu (sur)realismo Fantástico!

alguém aí sobreviveu a experiência?

Publicado em literatura | Deixe um comentário

A poesia em quadrinhos

Tirinha publicada no blog http://www.punyparker.blogspot.com

O mineiro Vítor Caffagi é mais um dos que integram a nova safra de bons desenhistas que o nosso país tem produzido.

O meu primeiro contato com a poesia em quadrinhos de Vítor foi há quase 1 ano, enquanto folheava alguns livros na Saraiva. Ao me deparar com o livro “MSP 50”, feito em homenagem aos 50 anos de Maurício de Sousa com a participação de 50 desenhistas e suas respectivas “visões” sobre a turma da Mônica (lançado pela editora Panini comics), a estória feita por ele soou-me lírica e bela. O desenho de Vítor veio como uma paixão à primeira vista (acho que não existiriam outras palavras melhores e mais livres de preconceitos do que estas que eu escrevo).

Ela, na ocasião, narra a primeira vez em que Chico Bento encontra a sua futura namorada, Rosinha. É amor a primeira vista. O clima bucólico e os traços do quadrinho nos remetem a de um lugar bem do interior, só que em algum lugar do interior do Japão – O texto em off, seguido das imagens, trazem a sensação de estarmos vendo um filme em quadrinhos.

Vítor além de um grande desenhista-poeta (no meu humilde ponto de vista) é também uma grande pessoa. Sempre muito atencioso e simpático, ele é daqueles que correspondem aos emails enviados pelos fãs, inclusive os mais chatos (eu, principalmente!) que encontramos pela internet.

Alguns trabalhos dele estam publicados em seu blog http://www.punyparker.blogspot.com , lá você pode ler “as incríveis aventuras do pequeno Parker”. Nelas, O nosso querido herói sobrevive à vida infantil no período em que ele ainda não tinha seus super-poderes e, consequentemente, nenhuma grande responsabilidade.

Tirinha publicada todo domingo no Segundo Caderno do jornal " O Globo"

Além do pequeno Parker, você também pode conferir algumas tirinhas do “Valente”, publicadas também aos domingos no segundo caderno do jornal “O Globo” (provavelmente em outros jornais do país também) e que para mim, praticamente, é como estar assistindo à algum filme saído da escola francesa Nouvelle Vague só que retratada em quadrinhos.

Tomar aquele café matinal do dia de domingo e ler as tirinhas do Valente é uma experiência mágica, e ver como elas seguem um roteiro, deixam-me ansioso e aguniado para ler a continuação no próximo domingo.

Por isso, quando você entrar numa livraria procurando por algum livro de poesia, não fique preso aos rótulos e categorias que nós, habitualmente, costumamos a nos prender. Ela pode acabar se escondendo nos lugares que você nem imagina.

Fiquem de olho!

Publicado em Fique de olho, literatura | Deixe um comentário

A palavra rimada

 

 

O turbilhão, ao contrário de outros, sempre esteve munido disso.

Publicado em Aconteceu no Turbilhão, música | Deixe um comentário